Requerer alvará de execução de obras em loteamento

Carta de Serviço publicada conforme Processo SEI nº 23.0.100912-7, em atendimento à Lei nº 13.460/2017. Última atualização: 25/10/2023 às 17:23.

O que é?

Este conteúdo orienta sobre como requerer alvará de execução de obras em loteamento, documento emitido pelo Município de Joinville (SC) que permite o início das obras de um loteamento, conforme projetos aprovados dentro do processo.

Após obter o alvará de execução de obras, o requerente poderá entrar com o processo de Requerer aprovação de loteamento.

Quem pode fazer?

Pessoa física ou procurador de pessoa jurídica.

Onde e quando fazer?

Canais Onde Quando
Eletrônicos Abertura de protocolo TMI – Tributos Municipais Inteligentes  Todos os dias, 24 horas
Presenciais Entrega de documentação Secretaria de Meio Ambiente – SAMA
Localização: Centro de Atendimento ao Cidadão, Rua Dr. João Colin, 2.719, térreo – Santo Antônio, Joinville – SC
Segunda a sexta, 8h às 18h, exceto feriados e pontos facultativos, mediante agendamento prévio por WhatsApp (47) 98813-6417
Telefônicos Não é possível  
Postais Não é possível  

Como fazer?

1) Abrir protocolo e obter guia para quitação da taxa de análise

  1. Acessar TMI – Tributos Municipais Inteligentes.
  2. Selecionar opção “Atendimento SAMA – Loteamento (Processo)” e clicar em “Alvará de Execução de Obras em Loteamento”.
  3. Preencher todas as informações para abertura do processo. Conferir informações referentes à área a ser loteada e dados cadastrais.
  4. Gravar processo (enviar as informações).
  5. Receber o número de protocolo do requerimento e emitir guia (boleto) de recolhimento de preço público.
  6. Pagar a guia.

2) Apresentar Projeto Urbanístico

Após a abertura do protocolo e pagamento do boleto, a próxima etapa é a apresentação do Projeto Urbanístico. Para isso, é necessário reunir a seguinte documentação:

  • Procuração e documento de identificação do procurador;
  • Documento de identificação do responsável pela inserção dos dados no processo;
  • Guia quitada do preço público para análise;
  • Certidão atualizada da matrícula do imóvel expedida por Cartório de Registro de Imóveis, com data não superior a 90 (noventa) dias da emissão (a matrícula do imóvel a ser apresentada nesta etapa deve estar unificada ou retificada, caso haja tal necessidade);
  • Certidão de Diretrizes Básicas para Loteamento válida;
  • 01 via impressa e 01 via digital (PDF) do Projeto Urbanístico baseado nas diretrizes básicas emitidas com o respectivo Vínculo de Responsabilidade Técnica de projeto e execução, contendo:
    • localização da ETE (estação de tratamento de esgoto);
    • localização das Áreas de Equipamentos Públicos;
    • subdivisão das quadras em lotes, com as respectivas dimensões, área e numeração, bem como com a indicação dos usos previstos;
    • sistema de vias com a respectiva hierarquia;
    • dimensões lineares e angulares do projeto, com raios, cordas, arcos, pontos de tangência e ângulos centrais das vias;
    • perfis longitudinais e transversais de todas as vias de circulação e praças;
    • áreas não edificáveis, APPs e outras áreas com vegetação a ser preservada ou recomposta;
    • áreas de lazer e recreação e espaços livres para uso público.

Protocolizar Projeto Urbanístico

  1. Agendar atendimento pelo WhatsApp (47) 98813-6417, para a entrega de documentação referente ao Projeto Urbanístico.
  2. Dirigir-se à Secretaria de Meio Ambiente – SAMA em dia e horário agendados.
  3. Ao ser atendido, apresentar documentação.

O projeto será submetido à análise pela Comissão de Parcelamento do Solo para aprovação das áreas e a definição do projeto urbanístico no qual serão baseados os demais projetos. O prazo médio para avaliação do Projeto Urbanístico é de 30 dias, mas pode variar dependendo da complexidade da situação do imóvel e da necessidade de análise por outras secretarias.

Após avaliação, podem ser solicitadas alterações. Caso aprovado o Projeto Urbanístico, o solicitante deve prosseguir com a reunião dos demais documentos.

Para consultar o andamento do processo, acessar Consulta de Processos do TMI, informando número do protocolo e chave de acesso, ou enviar mensagem com o número do processo para o WhatsApp (47) 98823-4464.

3) Reunir documentação

Após a aprovação do projeto urbanístico, o solicitante deve reunir os seguintes documentos:

  • 05 vias impressas e o arquivo em PDF do Projeto Urbanístico atualizado, baseado na planta de diretrizes básicas aprovada pela Secretaria de Pesquisa e Planejamento Urbano – SEPUR, com o respectivo Vínculo de Responsabilidade Técnica de projeto e execução;
  • Alvará de Terraplanagem aprovado pela Secretaria do Meio Ambiente – SAMA, conforme este serviço;
  • Licença Ambiental de Instalação – LAI válida;
  • 01 via impressa do PROJ referente ao Projeto de tratamento de esgoto, aprovado pela Companhia Águas de Joinville, com o respectivo Vínculo de Responsabilidade Técnica de projeto e execução;
  • 01 via impressa do PROJ referente ao Projeto de distribuição de água potável, aprovado pela Companhia Águas de Joinville, com o respectivo Vínculo de Responsabilidade Técnica de projeto e execução;
  • 01 via digital (PDF) do Projeto de rede de iluminação pública, aprovado pela CELESC, com o respectivo Vínculo de Responsabilidade Técnica de projeto e execução;
  • 01 via impressa do documento de aprovação emitido pela CELESC, referente ao Projeto de Rede de Eletricidade e iluminação pública, com o respectivo Vínculo de Responsabilidade Técnica de projeto e execução;
  • 01 via digital (PDF) do Projeto de pavimentação, com memorial técnico e com o respectivo Vínculo de Responsabilidade Técnica de projeto e execução;
  • 01 via impressa e 01 via digital (PDF) do cronograma de execução das obras.

Os projetos apresentados devem estar de acordo com Lei Complementar nº 470/2017, Lei nº 6.766/1979, Lei nº 17.492/2018 e demais leis abrangentes que não estejam aqui citadas, estando sujeitos a cumprir exigências solicitadas em ofício.

4) Protocolizar documentação

  1. Agendar atendimento pelo WhatsApp (47) 98813-6417.
  2. Com a documentação reunida conforme etapa 3, comparecer à Secretaria de Meio Ambiente – SAMA em dia e horário agendados.
  3. Apresentar documentação e fornecer informações solicitadas. Os documentos em versão digital podem ser entregues gravados em pen drive, o qual será arquivado junto ao processo (não será devolvido).

Atenção: o processo que não estiver com a documentação exigida ficará pendente.

Após análise técnica dos documentos apresentados, novas complementações poderão ser solicitadas.

5) Consultar andamento

Acessar Consulta de Processos do TMI, informando número do protocolo e chave de acesso, ou enviar mensagem com o número do processo para o WhatsApp (47) 98823-4464, para consultar andamento da solicitação. 

Em caso de pendências de documentação:

  1. Na consulta do processo, acessar aba “Histórico”.
  2. Constando a informação “Ofício”, abrir a aba “Parecer” e fazer download do ofício para verificar as exigências; ou solicitar agendamento pelo WhatsApp (47) 98813-6417, com número do processo, para retirada do ofício e posterior devolução com documentos complementares solicitados.

6) Obter alvará

  1. Acessar Consulta de Processos do TMI, informando número do protocolo e chave de acesso.
  2. Constando informação de “Pronto para Entrega”, solicitar agendamento pelo WhatsApp (47) 98813-6417, com número do processo, para retirada do alvará.

O alvará emitido (cópia do original) também fica disponível para download na aba “Parecer” da Consulta de Processos do TMI.

Quanto custa?

Os custos de protocolização podem ser consultados em TMI – Tributos Municipais Inteligentes, na opção “Atendimento SAMA – Loteamento (Processo)”.

Quanto tempo leva?

Para avaliação do Projeto Urbanístico – prazo médio de 30 dias, mas pode variar dependendo da complexidade da situação do imóvel e da necessidade de análise por outras secretarias.

Para avaliação dos demais documentos – prazo médio para resposta de 30 dias, contados a partir da data de entrada do processo na Unidade de Aprovação de Projetos (Área de Parcelamento do Solo) da Secretaria de Meio Ambiente – SAMA, mas pode variar dependendo da complexidade da situação do imóvel e da necessidade de análise por outras secretarias.

Sobre estas informações

Unidade(s) responsável(is)

Atos regulamentadores

Manifestar-se

Para orientações, dúvidas, reclamações, sugestões ou elogios, faça contato com a nossa Ouvidoria.

Para Pedido de Informação segundo a Lei nº 12.527/2011, utilize este serviço.

Skip to content