Vacina do coronavírus em Joinville: perguntas e respostas

Esta página reúne perguntas e respostas sobre a aplicação da vacina contra o coronavírus no Município de Joinville (SC).

A vacinação em Joinville começou no dia 19/01/2021. O calendário de imunização segue o Plano Nacional de Imunização (PNI) e depende do recebimento de doses para ser determinado.

Sim, a vacina é gratuita e disponibilizada para a população via SUS.

Não. A Prefeitura de Joinville segue a ordem de priorização do Plano Nacional de Imunização (PNI) para aplicação da vacina. Você pode conferir os grupos prioritários no eixo saúde do plano “Joinville na luta contra o coronavírus”.

A primeira etapa da imunização em Joinville tem o objetivo de vacinar 112 mil pessoas, divididas em quatro grandes grupos, e contempla profissionais de saúde, idosos, indígenas, quilombolas, pessoas com comorbidades previstas no Plano Nacional de Vacinação (PNI), professores e profissionais das forças de segurança.

Síndrome de Down

Doença renal crônica em diálise

Fibrose cística

Transplantados
Transplantados de órgãos sólidos ou de medula óssea.

Pessoas com deficiência permanente
Obrigatoriamente cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Anemia falciforme
Doença falciforme e talassemia maior.

Diabetes mellitus

Doença cerebrovascular
Acidente Vascular Cerebral (AVC) Isquêmico, AVC Hemorrágico, ataque isquêmico transitório ou demência vascular.

Doenças neurológicas crônicas
Doenças neurológicas crônicas que impactam na função respiratória, pessoas com paralisia cerebral, esclerose múltipla ou condições similares, além de doenças hereditárias degenerativas do sistema nervoso central ou muscular.

Doenças cardiovasculares
Insuficiência cardíaca, cor-pulmonale, hipertensão pulmonar, cardiopatia hipertensiva, síndrome coronariana, valvopatia, miocardiopatia, pericardiopatia, doença da aorta ou grandes vasos, fístulas arteriovenosas, arritmias cardíacas, cardiopatia congênita, prótese valvar ou dispositivo cardíaco implantado.

Doença renal crônica
Doença renal crônica a partir do estágio 3 ou síndrome nefrótica.

Pneumopatias graves
Doença pulmonar obstrutiva crônica, fibrose pulmonar, pneumoconiose, displasia broncopulmonar ou asma grave (com uso recorrente de corticoides sistêmicos ou internação prévia por crise asmática).

Hipertensão arterial

Imunossuprimidos
Pessoas vivendo com HIV, doenças reumáticas imunomediadas sistêmicas em atividade e em uso de dose de Prednisona maior que 10mg/dia ou recebendo pulsoterapia com corticoide ou ciclofosfamida ou demais indivíduos em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias.

Pacientes oncológicos
Pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos 6 meses ou pacientes com neoplasias hematológicas (leucemias e linfomas).

Obesidade mórbida
Com Índice de Massa Corporal (IMC) maior ou igual 40kg/m².

Pessoas com deficiências
Limitação motora que cause grande dificuldade ou incapacidade para andar ou subir escadas, grande dificuldade ou incapacidade de ouvir mesmo com uso de aparelho auditivo, grande dificuldade ou incapacidade de enxergar mesmo com uso de óculos, ou deficiência intelectual permanente que limite as suas atividades habituais e rotineiras.

Clique na imagem para ampliar

Ou, se preferir, acesse este documento para conferir a lista completa de atividades da indústria (CNAEs) contempladas no grupo prioritário (páginas 10, 11 e 12).

Confira os locais de vacinação em funcionamento clicando aqui

Atualmente a vacina é aplicada por demanda espontânea. Confira os locais de vacinação clicando aqui

Sempre que receber novas doses, a Prefeitura de Joinville fará ampla divulgação sobre prazos e como garantir a vacinação. Os profissionais da Saúde estão no grupo prioritário.

  • Menores de 3 anos;
  • Pessoas em estado febril ou com qualquer outro sintoma gripal;
  • Pessoas que tiveram suspeita ou confirmação de Covid-19 positivo nos últimos 15 dias.

Pessoas que tiveram dengue podem tomar a vacina apenas 15 dias após o desaparecimento total dos sintomas.

A vacinação de gestantes, lactantes e puérperas depende da disponibilidade de imunizantes recomendados pelo Ministério da Saúde para esse público.

Não. A pessoa vai receber o imunizante que for disponibilizado pelo Ministério da Saúde no momento da vacinação.

Não. A recomendação é que a pessoa receba as duas doses do mesmo laboratório para que a imunização apresente sua eficácia.

Cada laboratório tem uma orientação e esta será repassada quando você receber a vacina.

A Prefeitura de Joinville segue as diretrizes dos ´órgãos federais responsáveis.

Não. Além do processo de imunização da população durar alguns meses, a pessoa vacinada ou que já tenha sido contaminada anteriormente ainda é um transmissor do coronavírus. Assim, o uso de máscara, o distanciamento social e a higiene das mãos ainda serão necessários.

O Município segue o Plano Nacional de Imunização (PNI). No entanto, como as doses recebidas não contemplam a totalidade de um grupo, a Secretaria de Saúde faz uma divisão em subgrupos, seguindo critérios de prioridade para a vacinação estabelecidos pelos governos federal e estadual.

Não. A aquisição e distribuição da vacina é de responsabilidade do Governo Federal. O Governo Estadual recebe as doses e distribui para os municípios.

Saiba mais informações sobre as medidas vigentes de enfrentamento do coronavírus em Joinville.

Skip to content