Destinar resíduos sólidos comuns para coleta

Carta de Serviço disponibilizada em atendimento à Lei nº 13.460/2017 e validada conforme Processo SEI nº 18.0.111680-3. Última atualização: 29/04/2019 14h58.

O que é?

Destinar resíduos para coleta domiciliar é o ato de separar resíduos popularmente conhecidos como “lixo orgânico” (como restos de alimentos, papel higiênico, papelão contaminado com gordura etc.) para recolhimento por meio de serviço rotineiro de coleta concessionado pelo Município e operado por empresa concessionária.

Quem pode fazer?

Qualquer pessoa.

Onde e quando fazer?

Canal Onde Quando
Internet Não se aplica  
Presencial (1) Centro e avenidas principais Diariamente
Bairros 3 vezes por semana
Área rural 1 a 3 vezes por semana
Telefone Não se aplica  
Outros Não se aplica  

(1) Mapas de Setorização da Coleta de Resíduos estão disponíveis nesta publicação

Como fazer?

  1. Separar e acondicionar devidamente o(s) resíduos(s) a serem destinados.
  2. Acomodá-los em lixeira própria ou, na inexistência desta, de forma protegida de animais, em calçada ou via pública, próximo do horário da coleta.
  3. Aguardar coleta.

Quanto custa?

O custo deste serviço está incluído na Tarifa de Limpeza Urbana (TLU).

Quanto tempo leva?

O serviço é realizado, nos bairros, 3 vezes na semana, e na área central, diariamente.

Sobre este serviço

Unidade responsável

A unidade é responsável por estas informações e pela fiscalização da concessão do serviço no território do Município. A operação do serviço é de responsabilidade de empresa concessionária.

Compromissos e padrões

Prioridades de atendimento em fila: não se aplica.

Tempo de espera em fila: não se aplica.

Atos regulamentadores

Manifeste sua opinião

Registrar manifestação para fazer reclamação, sugestão ou elogio sobre este serviço ou sobre estas informações.