Prefeitura realiza ação educativa voltada para os ambulantes da região Central

Publicada em 28/09/2021 às 17:22
Relacionado a: Secretaria de Assistência Social - SAS

Começou na manhã de terça-feira (28/9) uma ação educativa da Prefeitura de Joinville com o objetivo de orientar vendedores ambulantes sobre as etapas do processo de regularização da atividade. Até quinta-feira (30), servidores da Secretaria da Assistência Social (SAS) percorrerão a região Central, informando os ambulantes para comparecerem, na sexta-feira (1º/10), na praça Dario Salles, para o Mutirão de Regularização.

Na sexta-feira (1º/10), a Secretaria da Assistência Social, a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente (Sama), a Vigilância Sanitária e a equipe do Espaço do Empreendedor vai oferecer atendimento aos ambulantes.

“A Prefeitura avaliará se o que a pessoa vende ou pretende vender é possível regularizar – até para orientar, porque às vezes o cidadão não sabe. Se estiverem com a documentação em dia e se forem produtos que procedem, já podem se regularizar ali mesmo. Quem não tiver nada em mãos, será orientado sobre quais sãos os documentos necessários”, diz a secretária da SAS, Fabiana Cardozo.

A SAS também está explicando aos ambulantes os serviços oferecidos, como CadÚnico, o encaminhamento para o mercado de trabalho e a formação e qualificação profissional.

Altamir Carvalho, 49 anos, foi um dos ambulantes abordados pela SAS, nesta terça-feira. O vendedor de panos de pratos e toalhas comemora a chance de regularizar sua situação.

“Há muitos anos esperamos por essa regularização. Nós não queremos trabalhar ilegalmente, queremos estar dentro da lei e não desejamos bater de frente com as lojas. Os nossos produtos são diferentes e a população gosta deles”, afirma o vendedor.

Antônio Burbela de Oliveira está há 40 anos vendendo pipocas no Centro de Joinville. Ele também elogia a iniciativa que ocorrerá na praça Dario Salles, na sexta-feira.

“Pretendo legalizar meu ponto e trabalhar só até o ano que vem, quando completo 75 anos de idade. Depois me aposento”, planeja Antônio.

Os ambulantes interessados em se cadastrar, durante o mutirão, devem levar documento de identificação, comprovante de residência e carteira de saúde ou documento equivalente.

Compartilhe