Prefeitura divulga resultado da vistoria e plano de ação para trecho da galeria do Rio Mathias

Publicada em 10/02/2022 às 15:47
Relacionado a: Secretaria de Infraestrutura Urbana - SEINFRA

Após o acidente do dia 22 de novembro de 2021, a Prefeitura de Joinville iniciou um processo de vistoria detalhada da região. O resultado é um parecer técnico que aponta a necessidade de intervenções preventivas para garantir a segurança da população em pontos específicos, entre o Rio Cachoeira e o Terminal Central.

A vistoria foi realizada com apoio da Companhia Águas de Joinville, uma vez que parte da rede de saneamento passa pela região. Por meio da captação de imagens da parte enclausurada da galeria, os técnicos apontaram no parecer a existência de um trecho com “anomalias, fendas, trincas e deflexões” sob a Praça da Bandeira.

“Para garantir a segurança das pessoas que circulam diariamente naquele local, será necessário remover parte da laje que cobre a galeria, considerando a dimensão das rachaduras existentes”, explica o prefeito Adriano Silva.

Na Praça da Bandeira, será necessário remover a laje da galeria. Este espaço permanecerá aberto, com cercas de contenção, a exemplo do que ocorre em parte do leito do Rio Mathias que passa pela Praça Dario Salles.

As obras começaram nesta quinta-feira (10), com a preparação do canteiro de obras. Na sequência, será realizada a remoção dos pavers e da laje, limpeza do rio, colocação de artefatos de concreto e fixação do gradil. A previsão de conclusão é de seis meses.

Na vistoria, foi possível verificar que a parte da galeria que passa na Rua Rio Branco, em frente ao Ginásio Abel Schulz, está com sua estrutura preservada, assim como o trecho que passa pela praça Dario Salles. Por este motivo, não será necessário realizar interferência naqueles locais.

“A mobilidade da região será preservada, uma vez que os trabalhos serão apenas na área que atravessa a Praça da Bandeira. Vale destacar que as obras são em caráter preventivo e que não há risco iminente para a população”, afirma o engenheiro Jorge Luiz Correia de Sá, secretário de Infraestrutura Urbana de Joinville.

Recuperação da avenida Dr. Albano Schulz

Na vistoria, foi possível verificar que o local do acidente, na avenida Dr. Albano Schulz, é composto por três módulos de galerias. Destes, apenas um precisará ser substituído: o que fica abaixo da pista de rolamento do sentido Sul/Norte, mesma área que atualmente está interditada.

Como este trecho é parte de ação judicial, a Prefeitura aguarda a tramitação do processo para que a intervenção seja realizada. Enquanto isso, a pista permanece interditada.

“Após a substituição do módulo comprometido, será possível devolver o tráfego ao local com segurança”, acrescenta Jorge.

Compartilhe