Diretores da Rede Municipal de Joinville ingressam em programa nacional de formação de lideranças educacionais

Publicada em 28/03/2022 às 14:10
Relacionado a: Secretaria de Educação - SED

Cerca de 183 diretores e articuladores de todas as Escolas e Centros de Educação Infantil (CEIs) da Secretaria de Educação de Joinville participaram dos primeiros encontros do Programa de Formação de Lideranças Educacionais do Centro Lemann. As atividades ocorreram na quinta e sexta-feira (24 e 25/3).

O Instituto é um projeto da Fundação Lemann e foi criado para atuar na redução de desigualdades educacionais no Brasil. Joinville é um dos quatro municípios do Sul do país aprovados pelo processo de seleção para que seus gestores educacionais tenham acesso ao programa, que tem duração de dois anos.

O objetivo desta formação é que estes profissionais aprimorem a gestão escolar com foco no pedagógico, aprendam a fazer um melhor uso de dados para embasar a tomada de decisões no dia a dia e contribuam para reduzir as desigualdades entre seus alunos e entre as escolas da rede pública. O percurso formativo divide-se em seis módulos, em um total de 360 horas, e contará com momentos presenciais e atividades remotas, além de aplicação prática e encontros de mentoria.

“Temos mais de 160 Escolas e CEIs na Rede Municipal de Joinville e cada um tem sua especificidade. Da mesma forma, nenhum aluno é igual ao outro. Por isso, é importante que os nossos gestores tenham conhecimento e ferramentas para que possam tomar decisões de acordo com a realidade de sua unidade e de seus alunos, para que garantam que ninguém será deixado para trás. Além disso, é uma forma de empoderá-los. Nossa intenção é que os diretores tenham cada vez mais autonomia para gerir suas unidades”, afirma o secretário de Educação de Joinville, Diego Calegari.

Esta é mais uma das etapas do processo realizado pela Secretaria de Educação para diminuir o impacto na aprendizagem dos alunos após as transformações causadas pela pandemia da Covid-19. O processo foi iniciado com o projeto Bússola – Avaliação para Reorientação, que desde dezembro de 2021 está realizando diagnósticos das aptidões e defasagens de cada aluno, turma e escola. Além de outras iniciativas, como o projeto Aprender Mais, que oferece atendimento dentro da sala de aula e em aulas extras aos estudantes do Ensino Fundamental que apresentaram defasagem na aprendizagem.

Compartilhe