Funcionários de CEI de Joinville recebem noções de primeiros socorros

Publicada em 14/06/2017 às 16:09
Relacionado a: Secretaria da Saúde - SES

Todos os funcionários do Centro de Educação Infantil (CEI) Castelo Branco, no bairro Aventureiro, receberam na tarde desta quarta-feira (14/06) capacitação sobre noções básicas de primeiros socorros com o técnico de enfermagem do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Joinville, Diego Brand. Ver imagem em alta resolução

Todos os funcionários do Centro de Educação Infantil (CEI) Castello Branco, no bairro Aventureiro, receberam na tarde desta quarta-feira (14/06/2017) capacitação sobre noções básicas de primeiros socorros com o técnico de enfermagem do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Joinville, Diego Brand. O treinamento aconteceu durante reunião pedagógica e envolveu professores, serventes e cozinheiros, num total de 32 pessoas.

Na capacitação, o técnico de enfermagem orientou sobre como proceder em casos de parada cardiorrespiratória, obstrução das vias aéreas, crise convulsiva, envenenamento, choque elétrico, desmaio e hemorragias por corte. “Tentamos focar mais nos casos que podem acontecer em um lugar com muitas crianças”, explica.

O Samu realiza treinamentos em primeiros socorros em escolas e CEIs há dois anos. “Vamos atéas unidades que solicitam a capacitação e damos as orientações aos professores, para atualizá-los. Em caso de alguma ocorrência, eles saberão o que fazer”, comenta o técnico de enfermagem, que também é pai da aluna Alice Brand, de 2 anos.

A recomendação, segundo o profissional, é pedir ajuda pelo telefone 192, do Samu, independente do que tenha acontecido. “O atendimento já começa pelo telefone. O médico vai passar as orientações e avaliar se há necessidade ou não de enviar uma ambulância”, explica.

O CEI Castelo Branco atende a 226 crianças de 0 a 5 anos. A diretora da unidade, Iara Zimmermann, comenta que alguns professores já tinham passado por curso oferecido pela Secretaria de Educação, em parceria com o Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC). “Mas, agora, todos os profissionais da unidade saberão como proceder num primeiro atendimento. Na emergência, as pessoas podem entram em pânico, e se todos sabem o que fazer, um ajuda o outro”, ressalta.

Compartilhe