Marca da Prefeitura de Joinville, horizontal, formato imagem (.PNG), média Ver imagem em alta resolução

Notícia
Dois trabalhos de Joinville são publicados no Livro Boas Práticas do SUAS SC

Artigos de Joinville tratam de enfrentamento a violações de direitos

Publicada em 14/07/2017 às 12:36, por Rogerio Kreidlow.
Relacionado a: Secretaria de Assistência Social - SAS

Entre 17 artigos publicados no Livro Boas Práticas no SUAS, elaborado pela Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação de Santa Catarina, dois são sobre trabalhos de servidoras públicas da Secretaria de Assistência Social de Joinville.

O livro é resultado do concurso, promovido em 2015, tendo sido a seleção feita por Analistas Técnicas de Gestão em Desenvolvimento Social, Trabalho e Renda, da Diretoria de Assistência Social. O lançamento está acontecendo em todo o Estado.

A terapeuta ocupacional Silvane Penkal e a educadora Fabiana Cardozo tiveram seu artigo publicado sobre grupos de trabalhos realizados no Centro de Referência em Assistência Social (CREAS) Norte, com o título “Grupos no CREAS: uma alternativa de enfrentamento à violação de direitos”.

Apresenta os grupos denominados “Envelhecendo em Família e Semeando Valores”, que são realizados com idosos, crianças e adolescentes e suas famílias, com objetivo de prevenir, minimizar e enfrentar as violações de direitos sofridas pelos usuários, assim como negligência em relação ao cuidado, protetividade e sobrecarga do cuidador.

A pedagoga Maria Cecilia Takayama Koerich também foi premiada com o artigo “Por uma ética e estética do cuidado: perspectivas e enfrentamentos as violações de direitos em mulheres-adolescentes”. Trata de uma experiência realizada em um grupo de mulheres adolescentes, no CREAS Sul, relatando o atendimento no Serviço de Proteção e Atendimento a Famílias e Indivíduos (PAEFI), inserido no CREAS. O artigo apresentou a ação, referenciais teóricos e metodológicos e princípios do SUAS, conforme a Tipificação Nacional dos Serviços Socioassistenciais.

A publicação dá visibilidade às diversas ações desenvolvidas no Estado, consideradas destaques na polÍtica de Assistência Social, chamadas de Boas Práticas no Sistema Único de Assistência Social (SUAS).

As duas referências são de trabalhos desenvolvidos na Gerência de Unidade de Proteção Social Especial, da Secretaria de Assistência Social. O objetivo dos artigos é estimular que outros trabalhadores do SUAS desenvolvam grupos no Serviço de Média Complexidade visando diminuir a violação de direitos.

“Esperamos que esta leitura possa fomentar em outros trabalhadores do SUAS o exercício do registro de suas ações, pois sabemos das inúmeras práticas que também são de excelência junto aos usuários das políticas públicas de assistência social”, considera Maria Cecilia, que trabalha como pedagoga e orientadora de vivências grupais.

Ir para o topo