UPM: R$ 217,71 » ABR | 2014
UPM Seguinte: R$ 219,72 » MAI | 2014

Celesc garante cabeamento subterrâneo em mais ruas no centro de Joinville

Diretor-presidente em exercício da Celesc, Cleverson Siewert, passou a informação ao prefeito

O prefeito de Joinville Udo Döhler recebeu no começo da tarde desta quinta-feira (10) o diretor-presidente em exercício e diretor de distribuição da Celesc, Cleverson Siewert. Eles falaram sobre a implantação de uma nova rede de distribuição subterrânea de energia elétrica em ruas do centro de Joinville e também sobre o projeto de eficiência energética em hospitais e instituições de assistência social e de educação em Joinville.

“A reunião foi excelente, muito proveitosa, com decisões efetivas e grandes oportunidades para o futuro com projetos de planejamento em parceria com a Prefeitura”, afirmou Siewert.

De acordo com o diretor-presidente, o secretário de Estado da Fazenda Antônio Gavazzoni afirmou que a assinatura de convênio para implantar a rede de distribuição subterrânea de energia elétrica em Joinville deverá ocorrer na próxima semana. Logo em seguida, o processo licitatório é realizado para o início das obras, com previsão para março.

A rede terá potência total instalada de 6,75 megawatts, em um trecho de 2,35 km. O investimento é de R$ 6.250.000,00 e tem prazo de execução de 360 dias. A rede subterrânea deverá ser implantada nos seguintes locais:
Rua Nove de Março (da rua Blumenau até a rua Itajaí)
Rua do Príncipe (da rua Ministro Calógeras até a rua Luiz Niemeyer)
Rua São Francisco (da rua Eng. Niemeyer até a rua Nove de Março)
Rua Comandante Eugênio Lepper (da rua Eng. Niemeyer até a rua Nove de Março)
Rua São Joaquim (da rua Eng. Niemeyer até a rua Nove de Março)

“A Prefeitura vai uniformizar informações, como obras de drenagem e de corredores de transporte público que devem ocorrer nos locais”, disse Siewert.

Outro assunto discutido no encontro foi o projeto de Eficiência Energética da Celesc, em sua quarta edição. Dos R$ 6 milhões previstos neste projeto, R$ 900 mil serão investidos em Joinville. Parte desta ação contempla os hospitais. “Vamos fazer a troca de equipamentos elétricos antigos por novos”, explicou. Os hospitais contemplados desta vez são o Regional Hans Dieter Schmidt e a Maternidade Darcy Vargas.

A abertura da licitação deve ocorrer na metade de fevereiro. Em março, o diretor pretende iniciar o trabalho. O projeto prevê ainda a substituição de 34.056 lâmpadas vapor de mercúrio por vapor de sódio e o aquecimento solar nos seguintes locais: Hospital Bethesda, Instituição Evangélica Desafio Rosa de Saron, Comunidade Terapêutica Rosa de Saron, Associação Ecos da Esperança, Associação para Recuperação de Alcoólicos e Toxicômanos, Associação Beneficente Renascer, Associação Água da Vida, Casa Abrigo Viva Rosa, Centro de Educação Infantil Recanto dos Querubins, Creche Conde Modesto Leal, SASIEQ (Serviço de Ação Social de Integração, Educação e Qualidade).

Siewert apresentou o planejamento energético previsto para Joinville como ampliação do sistema elétrico com novas subestações e aumento da capacidade das já existentes, novas linhas de transmissão, obras relacionadas a alimentadores de distribuição, ampliação da capacidade transformadora, entre outros.

Outras Fotos