UPM: R$ 217,71 » ABR | 2014
UPM Seguinte: R$ 219,72 » MAI | 2014

Aberta licitação para viveiros do Zoobotânico

As empresas interessadas devem retirar o documento junto à sede da Fundema

A Fundação Municipal do Meio Ambiente (Fundema) abriu nesta sexta-feira (2/3) o edital de licitação para construção de nove viveiros do Parque Zoobotânico. As empresas interessadas devem retirar o documento junto à sede do órgão. Nesta primeira etapa, serão investidos R$ 249 mil reais visando o bem-estar dos animais, adequação às normas vigentes e melhores condições de contemplação para os visitantes. As empresas interessadas na licitação deverão entregar as propostas até as 10 horas do dia 20 de março.

Macacos, capivaras, quati, graxaim, jiboia, jaboti, ema e araras são os animais que terão nova moradia. Alguns viveiros serão edificados em novos locais do parque atendendo a regras como o afastamento entre presa e predador. "Esta reformulação passa a atender o plantel existente conforme as normativas 04/2002 e 169/2008 do Ibama", explica o biólogo Daniel Lepka. O layout dos recintos se enquadra ao projeto de reestruturação desenvolvido pelo Ippuj.

Os viveiros irão ganhar bebedouros de águas naturais das nascentes do Morro do Boa Vista, comedouros removíveis e laváveis, poleiros e ninhos. Terão local para banho, abrigo coberto e descoberto, área de fuga e locais com incidência de luz. Os pisos terão características distintas como concreto, vegetação, areia ou terra, de acordo com a necessidade de cada espécie. Alguns recintos vão ter a altura mínima de quatro metros.

Atualmente, 200 animais de 43 espécies vivem em 20 recintos do parque. Nesta primeira licitação, com recursos da Fundema, serão construídos nove viveiros. Daqui a duas semanas abre a licitação para outros 12 com recursos do Fundo Municipal do Meio Ambiente (FMMA). O parque poderá ser fechado devido à necessidade de remanejar os animais. "As empresas interessadas na licitação deverão entregar as propostas até as 10 horas do dia 20 de março", explica a gerente administrativa e financeira, Irinéia Silva.

Parque Zoobotânico

Recebe uma média de 100 mil visitantes por ano. São famílias, jovens, grupos escolares, idosos e casais. Inaugurado em 1995, antigo Camping Club, nasceu com o objetivo de atender ao joinvilense quanto à necessidade de áreas de lazer. Animais, trilhas, playground e a mata nativa compõem a área de 170 mil metros quadrados do Morro da Boa Vista onde está inserido o parque.

Animais, trilhas, playground e a mata nativa compõem a área de 100 mil metros quadrados inserida na Área de Relevante Interesse Ecológico (Arie) do Morro da Boa Vista. Quem quiser conhecer o local pode fazer de terça a domingo das 9 às 18 horas. A valorização do remanescente da mata atlântica, da fauna e da flora e a observação animal estão entre os
destaques do Zoobotânico.

Dentre os mais observados estão macaco prego (Cebus apella), jacaré-de-papo-amarelo (Caiman latirostiris), capivaras (Hydrochaeris hydrochaeris), jibóia (Boa constrictor), arara-canindé (Ara ararauna) e arara-vermelha (ara chloropterus), graxaim (Cerdocyon thous) e irara (Eira barbara).


Contato imprensa:

Ana Keller
Assessoria de Comunicação
Fundação Municipal de Meio Ambiente - Fundema
(47) 3433-2230, ramal 213

Outras Fotos